Entrada > Notícias > Espírito de equipa, diversão e bicicletas de cartão

Espírito de equipa, diversão e bicicletas de cartão

PDF

Testemunho de uma aluna da Pós-Graduação em Inovação de Produto e Serviço do ME310 Porto


 

 

Ainda a recuperar da overdose de fast-food de há duas semanas atrás, dou por mim a descrever como foi a minha experiência no SUGAR Global KickOff do ME310 PORTO. Lembro-me do dia em que chegámos ao aeroporto de São Francisco, na Califórnia. Ainda em euforia, um dos nossos colegas começa a chorar de felicidade. Vou abracá-lo já com uma lágrima no canto do olho, que não deixo cair. Já em direção ao hotel, vemos um school bus, amarelo com letras pretas. Caiu-nos a ficha... estávamos na América!

É a semana do SUGAR Global KickOff, a semana que dá oficialmente início ao ME310 em todas as universidades, em todos os lugares ao mesmo tempo.

Acordamos bem cedo, vamos para o Santa Clara Convention Centre e vemos umas 300 pessoas.
Uns são designers, outros engenheiros, alguns vêm da área empresarial, há ainda um enfermeiro e um advogado, veja-se lá.
Mas, sobretudo, somos 300 pessoas com a mesma paixão, a mesma visão e a mesma vontade: mudar o mundo.
Cada um traz um pouquinho de si e é isso que torna estes projetos tão ricos e desafiantes.

300 pessoas de 30 universidades distintas e dos mais diferentes países do mundo, desde a Finlândia, ao Japão até à Austrália. Todos estamos na mesma sala, com o mesmo entusiasmo. Conhecemos os nossos membros de equipa pessoalmente pela primeira vez e começamos a trabalhar nesta semana que irá, sem dúvida, enriquecer-nos e proporcionar-nos experiências incríveis. Não sabemos o que vai acontecer ao certo, só sabemos que vai ser fantástico.

Tivémos a oportunidade de trabalhar em cada um dos nossos projectos durante toda a semana, mas todos estávamos ansiosos por sexta-feira. Era o dia em que teríamos a oportunidade de fazer a corrida global com as nossas paperbikes.
Foi o nosso primeiro desafio enquanto estudantes do ME310, construir uma bicicleta feita exclusivamente de cartão... também não achava possível até poder sentar-me numa e ela não partir. Tivemos uma corrida no Porto, apenas entre nós e já aí era possível sentir que todos estávamos ali para cair, rir mas, sobretudo, para nos ajudarmos mutuamente. E foi isso mesmo que nos diferenciou na corrida global. Apenas umas das nossas bicicletas sobreviveu aos obstáculos e à chuva, mas todos cruzamos a meta. Todos juntos, eufóricos, como se tivéssemos ficado em primeiro lugar.
Ao cruzar a meta, de todas as vezes que o fizémos, fomos sempre unidos, estudantes e professores, sem distinção alguma. Podia ouvir-se o grito de guerra: “SIIIIM!!” (agradecemos ao Cristiano Ronaldo pela inspiração). Um grito cheio de garra, convicção e, principalmente, espírito de equipa.

Era evidente e contagiante (ou então invejável) a união que o Porto mostrava.
Éramos um e continuamos a sê-lo, sempre.

Para nós, não há equipas... há Porto Design Factory.

 

Catarina Batista - aluna do ME310 Porto

 

Autor

saramendes@pdf.ipp.pt

Partilhar